Pirenópolis: Cachu, natureza e paz!

Localizada no estado  de Goiás, a 150 km de Brasília, Pirenópolis é uma cidade encantadora, um lugar cheio de natureza e paz!

1. Como chegar

A distância entre São Paulo e Pirenópolis é de aproximadamente 1060 km, não tínhamos muito tempo e para fazer uma viagem rápida de ônibus ia ser impossível! Optamos por voar para Brasília, alugar um carro no aeroporto e ir para Pirenópolis dirigindo e no final das contas, essa foi a melhor escolha. Em Pirenópolis, as cachoeiras estão espalhadas, as mais distantes ficam a 50km da cidade. Existem poucas agencias de turismo que fazem o transporte até as cachoeiras e as que fazem, cobram um preço mais alto, então a melhor coisa é ir com mais amigos e rachar o aluguel do carro, vocês vão economizar tempo e dinheiro, além de terem autonomia!

2. Despesas com transporte:

  • Voos para Brasília: Depende da época do ano e da cia aérea. Geralmente os voos tem preços bons por que Brasília é um destino com muita procura o ano todo.
  • Aluguel do carro: Alugamos com a Movidas no próprio aeroporto de Brasília. Pagamos 120 reais na diária do carro (valor alto por que optamos por um carro 4×2, mas existem aluguéis mais baratos!).
  • Combustível

3. A viagem!

Goiás é um lugar quente, se preparem! A viagem até Pirenópolis foi bem rápida, a estrada é relativamente boa, mas pouco sinalizada. Existem boas opções de Hostels em Pirenópolis, mas as pousadas tem preços bons e se você está viajando em dois ou mais pessoas, pode ser que compense ficar nas pousadas, que são muito bem cuidadas!

A melhor época para ir para Pire é entre os meses de maio e julho, pois nessa época a temporada de chuva já passou e as quedas das cachoeiras ainda estão com boa vazão de água! Lembrando que é sempre bom conversar com as pessoas do local em que você está hospedado para saber quais são as melhores opções de cachoeiras, quais estão abertas para a visitação e para banho, qual o melhor caminho para ir e assim vai! A maioria das cachus estão em propriedades privadas então é preciso pagar para entrar, então nada melhor do que alguém que mora no lugar para te indicar e esclarecer essas dúvidas.

Galera, durante essa trip, não percam a oportunidade de se sentirem gratos, de apreciar a natureza e toda a beleza que nela existe! Pirenópolis é um lugar incrível para se re-equilibrar, repor as energias, entrar em harmonia com a vida! Sinta paz!

Santuário Vagafogo

Os que gostam de turismo ecológico vão aproveitar o passeio para o Santuário! Eles tem várias opções de trilhas, escolhemos uma que tinha o final em duas pequenas quedas d’água! O caminho é muito bonito, tem várias espécies de árvores nativas e protegidas dentro do santuário. Vimos muitas aves e um macaquinho durante a trilha! Muito legal e a duração média do passeio foi de 2h! Se quiser mais informações, clique aqui!

10258326_1034700849916630_3393000350795277189_n

Essas folhas são gigantes! Para ter noção do tamanho, é só comparar om a altura das árvores!

3083_1034703849916330_516745019788804983_n

10421376_1034700816583300_8863942954827044111_n

Cachoeira do Abade

A sensação de mergulhar nessa cachoeira é única, foi a cachoeira mais gelada da trip e te revigora! A água da queda vem da Serra dos Pirineus e nós viajamos no mês de junho e a água estava incrivelmente gelada! Uma dica, que é sempre válida, é entrar correndo e se molhar logo!

A queda é alta e o poço é uma piscina natural sensacional com poucas pedras! A entrada mais barata custa 20 R$ por pessoa, tem estacionamento e recepção quando entrar na cachu, a equipe foi atenciosa. Vale muito a pena conhecer!

12828371_1034707276582654_7610553134560863017_o

12115824_1034711903248858_3014177176324932445_n

Cachoeira de Santa Maria

Foi a cachoeira que mais gostamos! A trilha pra chegar é muito bem cuidada e não é tão puxada. Essa cachu tem areia de praia, é uma sensação muito diferente, se olhar para o chão, tem a sensação de estar pertinho do mar, mas quando olha para a frente, tem uma cachoeira linda e um ambiente de selva! Sensacional! Não deixem de visitar!

A entrada custou 20 R$ e dá acesso para duas cachoeiras, a de Santa Maria e a do Lázaro. O controle de entrada da cachu é bem arcaico e nada sofisticado, se preparem para um atendimento bem meia boca! Apesar dessa inconveniência, o lugar é lindo!

1914639_1035615216491860_3526034821489190839_n

1044640_1035614649825250_5922466260301523302_n

Cachoeira do Lázaro

Como já dito, o bilhete de entrada para a cachoeira de Santa Maria, também dá direito a entrada na cachoeira do Lázaro, que tem um poço bom para banho, mas com algumas pedras. O acesso também é mais complicado, pois a distância é maior, mas vale a pena pelo passeio e o lugar é incrível!

Cachoeira das Araras

É uma cachoeira bem tranquila para entrar, o poço é relativamente raso e bem grande! O chão da cachoeira é cheio de pedrinhas, pode machucar se não tomar cuidado. Tem uma escada na lateral do poço cachoeira que leva até a parte alta da queda e de lá de cima a vista é muito bonita. A entrada também é paga e custa 15 reais por pessoa. O lugar é meio bagunçado, tem algumas cadeiras e mesas de plástico. Acho que tentaram fazer uma espécie de “prainha”, mas não ficou muito bom.

8770_1035628796490502_281733110374512876_n

Fazenda Babilônia

Uma volta no tempo! Visitar essa fazenda, construída no final do século XVIII, é respirar história. O casarão principal é como um museu vivo, onde você pode entrar nos quartos, ver os móveis utilizados no período colonial do Brasil. Fomos recebidos pela atual proprietária da fazenda, a dona Telma, que é descendente dos primeiros proprietários da fazenda. Ela cresceu na fazenda e preserva a história daquele lugar, conta tudo com muito amor e conhece cada canto da casa. É uma visita muito agradável! Antes de ir, é bom checar o horário de funcionamento pra ter certeza de que não vai chegar lá e as porteiras estarem fechadas. Gostamos muito da visita, é um lugar especial! Eles também servem almoço caipira e um café da manhã no estilo goiano, mas não chegamos a experimentar por que não é barato! Para saber mais informações, clique aqui!

10455695_1037062609680454_5627194992252875712_n

Muitos animais e muita natureza!!

Onde comer?

A cidade tem um bom número de restaurantes, principalmente self-service. Comemos muito bem por preços realmente baixos (algo como 9,90 e coma o quanto quiser), o segredo é sair um pouco do centro e descobrir onde o pessoal que mora na cidade almoça nos finais de semana. Se você não gosta de experimentar coisas locais ou quer praticidade, tem um subway no centro da cidade. No jantar, recomendamos a pizzaria Recanto das Massas, que não fica no centro, mas é um ótimo restaurante. Eles tem pizzas muito boas por um preço baixo e o ambiente é super romântico/aconchegante (a luz de velas), vale a pena! Para quem pode gastar um pouco mais, tem os restaurantes/bares que são um charme e ficam nas ruas laterais próximas ao centro.


Pessoal, foi um prazer escrever esse post, se tiverem alguma dúvida ou sujestão, é só deixar nos comentários, ou mandar mensagem na nossa página do facebook ou enviar um e-mail para info@vaiviver.com. Muita gratidão!

VaiViver

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s